sábado, 6 de junho de 2009

A atenção do meu olhar...!


A atenção do meu olhar, tem caído para os guardiães de templos em gestação – espantalhos.
O desejo de os fotografar, confirma a sua variedade.
Dependendo no “modelo” que fixo na objectiva, penso numa exposição de Gérard Castello-Lopes de seu título “Arte Efémera na Paisagem”.
Aceito que se tenha, sobre esta questão, opinião diversa, mas as estratégias dos artistas, o seu reciclar de materiais, até o sentido de comunicação, leva-me a empatizar com uma certa estética de uma relação lúdica com a manipulação dos desperdícios e a elaboração de formas.
ps1. Muitas vezes me questiono como será a brincadeira de fazer o espantalho!

ps2. Resolvi acrescentar texto a este post, pois, confesso que não resisto à partilha:
“(...) o que espanta os espantalhos se os seus braços servem de poleiros aos pássaros? Talvez a generalidade dos medos e um dos mais frequentes modos de o exorcizar: o riso.”

In Brito, Joaquim Pais de, e outros. O voo do arado, Lisboa: Museu Nacional de Etnologia, 1996.

Ps. gosto sobretudo do último parágrafo.



1 comentário:

Manuela Viola disse...

Engraçado...também sempre me atraíram os espantalhos e a sua diversidade! Bjo.