sábado, 30 de maio de 2009

Uma imaginação singular


Hoje nas minhas deambulações “muito” matinais deparei com uma peça, um saber acumulado, que me fascinou.
Aqui na cortinha, maravilhado, analiso a “peça” - uma forma de tão surpreendente efeito visual.
Sem saber se os objectivos da sua “criação” cumprem a função destinada (espantar pássaros) e se por um lado a globalização sem rosto, estandardiza-nos o quotidiano também não é menos verdade que, e sem pretensões de saudosismos da ruralidade…, uma forma e uma decoração cujos contornos contêm uma visão muito peculiar do “seu” pequeno mundo circundante.

Sem comentários: