domingo, 10 de maio de 2009

Causa – Efeito!!!


Quando algo me intriga, e dado ter um espírito “renacentista”, procuro a sua explicação.
Analisando a teoria cientifica encontro a explicação do processo de formação das nuvens e a “origem das precipitações”:
Nuvem é um conjunto de minúsculas partículas de água líquida ou de cristais de gelo - ou de ambos ao mesmo tempo - em suspensão na atmosfera. Tudo começa com a evaporação da água dos rios, lagos e oceanos, e com a transpiração das plantas. A evaporação e a transpiração são causadas pelo Sol, que aquece a água, fazendo-a passar do estado líquido para o estado gasoso. (…) sendo que as nuvens dão origem às precipitações (.. ) quando as gotículas de água se condensam e se transformam em gelo. Uma nuvem só liberta chuva quando se acumula gelo demais no seu topo. Nesse caso, as nuvens ficam mais pesadas e começam a cair sobre a superfície da Terra. Durante a queda, o gelo derrete-se, transformando-se em gotas. (…)

Igualmente a sabedoria popular gerou alguns provérbios que permitia "prever", ou não, o estado do tempo:


Céu pedrento,

chuva ou vento,

Não tem assento.


Nuvens pequenas, altas e escuras

São chuvas certas e seguras.


Castelos de nuvens sem nuvens por cima

São chuvadas certas mesmo sem rimas.


Acreditando no valor cientifico da primeira e dando “fé” às segundas, e dado em nenhumas delas ver a menção à palavra circo...continuo sem perceber qual a relação, aqui para os meus lados, entre a vinda de um circo e imediatamente começar a chover….

1 comentário:

anabrantes disse...

Engraçado...por aqui...sempre que se ouve a gaita de beiços do "amolador" de tesouras...chove!! Será que existe alguma relação entre o seu circo, o meu amolador e a nossa chuva??... Adorei! Um abraço.