segunda-feira, 29 de dezembro de 2008

Para evocar o instante.


Vivemos em, e através de, uma rede de signos.
A informação gira à nossa volta num vasto processo de troca.
…a Cruz tem uma função de síntese e de medida. Nela se encontram o Céu e a Terra…nela se entrecruzam o Tempo e o Espaço.

… a Árvore universalmente considerada um símbolo de relações entre a Terra e o Céu reúne todos os elementos: a Água, que circula com a sua seiva, a Terra, que se integra no seu corpo pelas raízes, o Ar, que alimenta a s suas folhas, o Fogo, que a consome.
Ficámos com duas questões!
Assim, as duas “normas constitutivas” deixam espaço para a Terceira Dimensão Óptica.

quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

a analise iconográfica desta composição….



O significado das coisas não está nas coisas em si, mas sim na nossa atitude em relação a elas.

Antoine de Saint Exupéry
ps.obrigado Locas pela sugestão de título ...

quarta-feira, 10 de dezembro de 2008

A lente discreta (e o presente imaginário)


Todas as imagens têm um ângulo, uma abordagem – e nessas circunstâncias, todas as imagens reflectem uma ideia, uma forma de pensar, uma forma de ver. É óbvio...!
Flutuando num espaço múltiplo, ilusório e material, o plano branco da “tela” onde se definem vários cenários.
Nada é por acaso, mas também não é de difícil interpretação, a qual dependerá da disponibilidade para ir percorrendo as pistas oferecidas e encontradas…e outras se mantêm abertas!