terça-feira, 14 de outubro de 2008

O que vale um olhar?


Sinto que há um instante que se fixa, que fica retido na memória ou no olhar, resigna-se a aceitar a evolução dos tempos, restando-lhe apenas encenar no cenário actual.

O quadro está totalmente preenchido pelo calor de pequenas formas de felicidade, ora etéreas, ora vulgares!
…e ao longe ouvia-se o som de uma gaita - de - foles, subitamente, sem que fosse combinado ou pedido, sem aviso nem razão.


Encanto, sedução e paixão!

Espaços vazios se fazem sempre presentes, espaços propícios a reflexões em caminhos misteriosos que nos conduzem ao imaginário.


Eu «ouvi» aquele silêncio esmagador e senti uma paz e uma tranquilidade únicas - momento decisivo!

1 comentário:

história e arte disse...

Uhau Q LINDA!!!!!

a torre a princesa o vermelho e o dourado... q inspirador!!!

merci!!

beij