quinta-feira, 28 de fevereiro de 2008

Colaboração e diálogo


(…) O uso dos locais de exposição fora dos museus foi motivado não só por uma necessidade prática de espaço, mas também pelo significado que esses locais transmitem e contribuem para a obra de arte, a liberdade que eles concedem à inovação, o potencial que oferecem para a acessibilidade pública, e o espaço psíquico que proporcionam a artistas e audiência. (…)
Mary Jane Jacob

Podemos concluir, portanto, que a obra de arte pode ser completada pelo “público”, aberta a uma série virtualmente infinita de leituras possíveis…!

Nota:
Legenda da imagem:
O criador - Igor Mitoraj
Local - Madrid, Fevereiro. 2008
O interveniente – não faço a mínima ideia….!

10 comentários:

un dress disse...

sempre e cada vez mais a interacção,

a utilização de todos os sentidos e sentires


nas múltiplas leituras!! :)




beijO

Manuela Viola disse...

Eu concordo plenamente com estas exposiçãoe em espaço aberto. Há anos esteve uma, na Pr. do Comércio, de fotografia vista do ar, simplesmente fabulosa.

vermella disse...

Levar o arte á rúa é sempre moi interesante,na Coruña hai un centro comercial con esculturas de Botero,o principio a xente parabase a miralas e máis de un soubo que era Botero,agora forman parte da decoración..........
beijo.

Zulkijora disse...

This comment has been removed because it linked to malicious content. Learn more.

~pi disse...

e depois...divertir

também...:)

anad disse...

Gosto imenso do seu blog, já agora lhe digo que o Duchamp dizia o mesmo: a obra de arte completa-se com o espectador.
Bom domingo~
Anad

ivone disse...

sem outras leituras possíveis deixaria de ser arte


e nunca se completa com ou sem público

aí deixava de ser obra

Paredes Cardoso disse...

Expressões artísticas
fruídas, publicamente,
ao ar livre, livremente
:)gostei
Um abraço Alexandre

Um Momento disse...

E como é excelênte a ideia :)))
( a foto está fantástica:))

Deixo um beijo... e o meu novo "endereço"

(*)

Profanus disse...

só um espectador com o seu olhar completa , o que foi doado porque foi visto, num instante ou num momento mais demorado ,,,,, jRm