terça-feira, 17 de julho de 2007

Sentir é uma maçada


O prémio natural do meu afastamento da vida foi a incapacidade, que criei nos outros, de sentirem comigo. Em torno a mim há uma auréola de frieza, um halo de gelo que repele os outros. Ainda não consegui não sofrer com a minha solidão. Tão difícil é obter aquela distinção do espírito que permita ao isolamento ser um repouso sem angústia.

Livro do Desassossego. Fernando Pessoa.

3 comentários:

Ana Ramon disse...

Olá Alexandre! Foi com prazer que visitei este teu canto (desculpa o tratamento, é o vício). Andei lendo os posts anteriores e a ver com atenção as fotos, os desenhos, as escolhas, as reflexões, a solidão. Foi bonito andar por aqui. Virei visitar-te mais vezes. Um abraço

JRL disse...

Olá Alexandre,

Bela fotografia. Beijinhos

De Amor e de Terra disse...

Fernando Pessoa tem toda a razão...
É muito difícil não sentir dor pelo isolamento, muita vez involuntário, se nosso gosto seria um "isolamento" acompanhado(a dois, na maioria dos casos...)
Mas as nossas escolhas, todas elas, vêm completas, com o que queremos e o que não queremos, tudo num só pacote!

Abraço

Maria Mamede