sexta-feira, 20 de julho de 2007

A fórmula de Deus?


Embora o engenho humano possa produzir vários inventos, nunca poderá conceber invenções mais belas, nem mais simples, nem mais apropriadas do que a Natureza faz: porque nas invenções da Natureza não falta nada, e nada é supérfluo, e não precisa de contrapesos quando faz membros adequados à movimentação dos animais.

Os apontamentos de Leonardo, Leonardo da Vinci

Ps. Já em anteriores publicações José Rodrigues dos Santos tinha-me surpreendido. Contudo, confesso que, nesta sua última obra (da qual me apropriei para título do post) passei do estado surpreso para fascinação.
Quanto admiro pessoas “ simples” mas com tanto!

6 comentários:

CMondim disse...

a beleza reside no q é simples.

JRL disse...

A Fórmula de Deus tem de ter subjacente muito estudo e pesquisa, mesmo tendo o autor a formação jornalística que tem. O género de escrita, com acção em catadupa (que não é propriamente comum entre os autores portugueses), prende-nos do primeiro ao último momento. Uma boa história.
Beijinhos e bom fim de semana Alexandre

hfm disse...

Fiquei com a dica vou ver se leio.
Obrigada.

josé louro disse...

Momentos de serenidade por aqui.
Obrigado.

Ana Ramon disse...

É bom que haja quem faça coisas simples e quem as aprecie também. Continuo a passar e a gostar de ler o que escreveste.
Um beijinho grande

De Amor e de Terra disse...

E tem toda a razão!
Haverá acaso maior beleza do que o simples?! e quando digo simples, refiro-me ao sem atavios, assim tal e qual, mas não ao simplista;

Toda a Obra de Deus é simples e no entanto PERFEITA...
até a Humanidade!!!

Abraço

Maria Mamede