quarta-feira, 13 de junho de 2007

A dimensão do silêncio

Ainda mal despertos, num suave caminhar, embalados pela chuva miudinha os trilhos são percorridos em silêncio.
A tranquilidade é imensa.
À medida que amanhece, recortados em contraluz das primeiras horas matinais, os machos distinguem-se pela suas imponentes hastes.
Surgindo de todas as de todas as direcções, o bramar dos veados ouve-se cada vez mais intensamente. É o grito do acasalamento.


Em Setembro, acontece!!!
Porque não uma proposta de actividade do Atelier da Natureza..!

Ps. M.V. um post sem imagem, que é também um convite.

Até porque com uma foto nunca se sente o aroma, a temperatura, o som, a atmosfera que envolve um determinado momento.

Ps2.Coisas há que os amigos nos escrevem que nos enchem de prazer. Embora não dado a inconfidências não resisto à não partilha:
Da forma como conheces a tua área e com o (bom) gosto que te reconheço...tens aí tanta natureza à tua volta...faz uma empresa de exploração...associada à fotografia...o marketing é prata da casa...essa área é tão (e cada vez mais..) procurada. Dá o salto! Afinal tens o know-how todo!!
Obrigado C.

7 comentários:

Manuela Viola disse...

Não concordo na totalidade consigo. Há imagens que conseguem transmitir sensações, por vezes talvez as mesmas que quem a fez sentiu. Mas concordo que no local é outra coisa, principalmente os cheiros. Sabe, quando ouvia dizer que África tem um cheiro inigualável, tive que lá ir para confirmar que é verdade. E, sempre que pego numa borracha, o cheiro leva-me aos bancos da escola (É tão estranho!).
Concordo com o seu amigo C. Tem tanta matéria prima ao seu alcance.

Manuela Viola disse...

Quanto a sensações, eu adoro ouvir o silêncio. Quando vivi em S.Miguel nos Açores, fui muitas vezes para a Lagoa do Fogo, onde o som do silêncio é impar. E tenho tantas saudades....

Manuela Viola disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Manuela Viola disse...

E desde já considere a minha inscrição para usufruir desses aromas, temperatura, sons e atmosfera que nos envolvem, quando estamos em plena comunhão com a natureza.
Muito obrigada.

alexandrecastro disse...

Você já esteve em dois sítios que me trazem "roído" de inveja: Açores e África. Leituras, contos e o filme África Minha aumentou ainda mais a magia que sinto por essa terra. Quanto aos Açores...adoro o silêncio e quando esse tem a mais valia da beleza!!!! Ainda não perdi a esperança de me mudar para um certo farol...!

alexandrecastro disse...

de bramas...estamos combinados! em setembro já que anda por "aqui" traga o material fotográfico! Acredite que é uma experiência muito interessante! ps.como não fundamentalista o convite é alargado aos amigos que quiser trazer consigo!

Manuela Viola disse...

Então está combinado. Quanto ao material fotográfico, é como uma lapa! Mesmo que eu queira, não me larga!